Produtos online

Produtos online: 10 opções para vender na internet

A internet é um campo de oportunidades. Os produtos online estão cada vez mais acessíveis e já são escolhidos por milhões de brasileiros. Dúvida? É só ver os dados das compras virtuais em 2019.

Somente no primeiro semestre do ano, 19 milhões de consumidores realizaram, pelo menos, uma compra pela internet. O resultado é 35% maior do que o mesmo período de 2018. Porém, o que vender? Será que realmente vale a pena?

É o que vamos mostrar neste post. Confira as possibilidades!

Quais são as vantagens e as desvantagens de vender produtos pela internet?

A venda online de produtos oferece várias vantagens. Você pode fazer o que gosta sem precisar sair de casa e pode encontrar um grande leque de possibilidades, como vamos ver a seguir.

Agora vamos focar as vantagens de comercializar itens pela internet. Confira as principais:

  • flexibilidade de horários, porque não há cronograma fixo;
  • liberdade para trabalhar em qualquer lugar;
  • autonomia profissional para você gerenciar o negócio da maneira que preferir.

E quais são as desvantagens? Trabalhar com a venda de produtos pela internet também é um desafio. Veja quais são as maiores dificuldades: 

  • sobrecarga de trabalho, pois você é responsável por todas as atividades administrativas do negócio. Você precisa organizar seus horários, garantir as entregas em dia, fazer o planejamento financeiro, relacionar-se com os clientes e divulgar seus produtos e serviços;
  • insegurança financeira, já que você nunca sabe como será o mês seguinte — e isso pode causar estresse;
  • Solidão, que pode ser contornada saindo de casa para trabalhar alguns dias da semana e procurando coworkings.

Quais produtos podem ser vendidos online? Conheça 10 opções

Conhece todos os benefícios e as desvantagens de trabalhar com produtos online? Só falta ver o que você pode vender. Conheça as diferentes opções e saiba ganhar dinheiro pela internet!

1. Cosméticos e perfumes

Compõem a categoria de produtos mais vendida de 2018, com 16,4% do total, segundo a 39ª edição da Webshoppers. O motivo é simples: todo mundo usa esses produtos. Por isso, é um bom investimento fazer a venda desses itens.

2. Moda e acessórios

São a segunda categoria que mais vendeu em 2018, com 13,6% do total. Aqui, estão incluídos calçados, óculos, peças personalizadas, roupas, bijuterias, bolsas e mais. Por atenderem pessoas de todas as idades, abrangem um grande nicho.

3. Casa e decoração

Teve 11,1% de participação em 2018 e ficou no terceiro lugar. Costumam ser procurados com certa frequência, já que sempre é necessário revisar a decoração da casa. Estão incluídos materiais de escritório e papelaria, quadros e pôsteres, móveis prontos e sob medida, enfeites, tapetes e mais.

4. Telefonia e celulares

Estão sempre em alta e consistem em produtos mais caros. É possível trabalhar com itens novos e usados, além de acessórios específicos para celulares, como capinhas personalizadas. Assim, você aumenta o ticket médio e consegue ter uma receita recorrente.

5. Esportes e lazer

São produtos muito procurados no ambiente físico ou virtual, porque as pessoas buscam mais saúde e bem-estar. Você pode vender itens para academia, corrida, camping, trilhas, danças, ioga etc.

6. Produtos digitais

É uma boa ideia para quem não tem espaço físico para manter um estoque. Nesse caso, o foco são produtos consumidos online, como apostilas, cursos, e-books etc. Os assuntos podem ser variados. Nesse caso, a ideia é ser um afiliado. O seu papel é divulgar o material e receber uma comissão por unidade comercializada.

7. Itens personalizados

São uma alternativa para quem deseja começar a vender itens online. Abrange de chinelos e canecas a agendas e outros brindes decorativos. Você pode usar as imagens que o cliente enviar ou trabalhar com uma lista de temas.

8. Pet shop

Mimar o animal de estimação é o que muitas pessoas faz. Os pets já são tratados como filhos — e representam um bom nicho de negócios. Você pode trabalhar com diferentes tipos de produtos ou ter um foco, por exemplo, só para cachorros ou gatos. Trabalhe com roupas, brinquedos, cobertores, camas, shampoos, acessórios e até com itens personalizados, como camisetas, canecas e outros.

9. Infoprodutos

São produtos criados para vender online. São produtos digitais, mas você deixa de ser um afiliado para ser o criador do conteúdo. Pode trabalhar com afiliados ou fazer a divulgação por conta própria. Aqui, é importante escolher um tema do qual saiba bastante.

10. Produtos geek

Conhece o mundo dos geeks, já viu todos os filmes de Star Wars e é vidrado em super-heróis? Esse ramo é o ideal para você. Você pode comercializar roupas, agendas, pôsteres, quadros, acessórios, agendas e diversos outros itens. O objetivo é se diferenciar.

Com todos esses recursos, você já pode começar a vender seus produtos online. Só falta escolher uma plataforma de gestão, agendamento e vendas para redes sociais. Assim, seu trabalho ficará mais fácil.

Gostou e quer se aprofundar no assunto? Baixe nosso e-book gratuito com 50 tipos de produtos para vender online e aproveite as ideias!

Share this post

Powered by Bume.